Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Usar antiácidos durante a gravidez aumenta o risco do bebê ter asma

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do VivaBem, em São Paulo

12/01/2018 12h14

Não é novidade que praticamente tudo que a futura mamãe faz durante a gestação interfere na saúde do bebê. Agora, uma revisão sistemática de oito estudos observacionais descobriu que o risco de a criança ter asma na infância aumenta 34% quando a mulher usa inibidores da bomba de prótons (P.P.I) e 57% com o consumo de antagonistas dos receptores de histamina-2 (H2). Essas substâncias estão presentes em remédios antiácidos. 

Os bloqueadores de P.P.I. e H2 são considerados medicamentos prescritos seguros e eficazes para tratar a doença de refluxo gastroesofágico, uma complicação comum na gravidez. Para comprar esse tipo de remédio basta ir direto na prateleira da farmácia, sem receita.

Leia também:

Nenhum estudo observacional pode estabelecer causalidade, fatores genéticos ou ambientais que poderiam explicar essa associação. No entanto, a relação entre o consumo dos remédios pelas mães e os casos de asmas nos filhos persistiu mesmo depois que os cientistas controlaram diversas variáveis, como o uso de outras drogas durante a gravidez, a idade da mãe ao dar à luz e o tabagismo.

"Mais estudos prospectivos de observação clínica são necessários para confirmar esses resultados antes que as recomendações sobre a restrição de medicação supressora de ácido durante a gravidez possam ser administradas", disse o autor principal do estudo, o Dr. Huahao Shen, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Zhejiang, em Hangzhou, na China.

No entanto, o especialista acrescentou que as informações dessa revisão podem ajudar os clínicos e as mães a terem cautela na hora de decidir se devem tomar drogas para supressão de ácido durante a gravidez, por conta do risco ao bebê.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
BBC
do UOL
Estilo
do UOL
Blog da Lúcia Helena
do UOL
do UOL
Estilo
Blog da Adriana Vilarinho
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Cintia Cercato
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Blog da Lúcia Helena
do UOL
VivaBem
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Blog do Maurício de Souza Lima
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Lúcia Helena
do UOL

do UOL

Saiba quais cuidados você deve ter ao usar lentes de contato no verão

Sol, areia, mar, piscina, esportes ao ar livre. O verão é uma época cheia de diversões que ninguém quer perder de vista. No entanto, quem usa lentes de contato precisa tomar alguns cuidados para não sofrer com problemas que podem prejudicar a saúde dos olhos. Veja quando você deve redobrar a atenção ou até mesmo optar pelos óculos.    Em viagens de avião Não é errado usar lentes de contato quando você vai viajar de avião. Porém, é melhor retirá-las, principalmente em voos noturnos ou com mais de quatro horas de duração. Por causa do ar-condicionado da cabine, os olhos tendem a ficar ressacados e as lentes podem provocar desconforto, irritação, coceira e até dor. Antes de viajar, procure o seu oftalmologista para que ele indique um colírio lubrificante.   Veja também: Evite os erros mais comuns ao usar lentes de contato Mulher descobre que tinha 27 lentes de contato em um olho Câncer de pele que não tem nada a ver com o sol é comum no Brasil   Na hora de mergulhar Se não quiser tirar a lente para entrar na piscina ou no mar, use óculos de natação. Na água existem muitas bactérias que podem ficar na lente, aumentando o risco de uma infecção bacteriana, que pode causar úlceras de córnea, por exemplo. Além disso, o cloro utilizado nas piscinas também pode entrar em contato com as lentes e gerar algum tipo de irritação.    Ao praticar esportes  $escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2018/cuidados-ao-usar-lentes-de-contato-e-praticar-esportes-no-verao-1516050419643.vm')

do UOL
do UOL
Blog da Adriana Vilarinho
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
Topo