Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito

Aos 73, brasileiro vai completar volta ao mundo correndo e inspira pessoas

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Thamires Andrade

Do VivaBem, em São Paulo

12/01/2018 04h02

Cheio de disposição física, o mineiro Afonso Cappai de Castro serve de exemplo e inspiração para muitas pessoas que estão na lutra contra o sedentarismo.

Aos 73 anos, ele corre por duas horas, três vezes na semana. A atividade virou hábito há 38 anos, depois de um alerta médico. Afonso trabalhava em uma multinacional e vivia estressado, não se alimentava direito, fazia pouco exercício e estava com pressão alta. Se continuasse assim, certamente teria problemas de saúde.

Veja também:

Ele começou a correr em busca de mais qualidade de vida e logo se apaixonou pelo esporte. Depois de alguns anos, resolveu anotar em uma planilha a distância de todos seus treinos e provas, para se manter motivado. Ao fazer a soma para saber quantos quilômetros já tinha percorrido na vida, surgiu a ideia de completar, correndo, uma volta ao mundo virtual.

"Descobri que uma volta na Terra, pela Linha do Equador, tem 40.075 km. Nas minhas contas, eu já tinha corrido 24.000 km. Então, defini como meta terminar esse percurso", conta o consultor, que acorda às 4h da manhã para treinar antes de ir trabalhar.

Atualmente, Afonso já percorreu mais de 38.000 km. Em sua viagem virtual pelo globo, hoje ele está "correndo" sobre o Oceano Atlântico, em direção ao Amapá. É lá, inclusive, que concluirá o projeto, em novembro desse ano.

"Vou correr os últimos 21 km na cidade do Macapá e finalizar a corrida no marco zero da Linha do Equador", afirma. A família e os amigos já se preparam para vê-lo completar o feito, que está programado para o dia 15 de novembro.

Arquivo Pessoal
Afonso após completar sua primeira maratona Imagem: Arquivo Pessoal
“Já pensei em desistir, mas sempre segui em frente”

Afonso já correu em todas as capitais do Brasil e em mais de 160 cidades. “Já treinei tanto em locais maravilhosos quanto em ruas inapropriadas. Já corri na chuva, no frio, no sol, de dia e à noite. Já torci o pé, tropecei e caí. Várias vezes tive vontade de desistir, mas sempre segui em frente”, conta.

Toda a dedicação de Afonso ao esporte já serviu de motivação para muita gente cuidar da saúde. Familiares, colegas de trabalhos e até amigos virtuais já começaram a correr graças ao projeto Linha do Equador Virtual, que tem mais de 21 mil seguidores no Instagram. 

"Recebo mensagens de pessoas de vários lugares do mundo falando que me admiram, pedindo conselhos e dizendo que eu sou um exemplo para eles. Isso me deixa muito feliz. Acho importante plantar essa sementinha de qualidade de vida em alguém", afirma o consultor, que espera viver ao menos 100 anos. .

Para Afonso, a corrida é um esporte ótimo, pois você não precisa de parceiro ou muitos aparatos para treinar. “Basta um tênis, uma meia, uma camiseta e um shorts.” Abaixo, ele dá três dicas para quem quer começar a correr:

1) Faça um check-up
“Não dá para sair correndo de qualquer jeito. É preciso procurar um médico e realizar exames, avaliar se você está saudável e pode fazer a atividade.”

2) Busque um tênis adequado
“É preciso ter um calçado apropriado para correr sem se machucar.”

3) Comece sem pressa
“Não dá para dar a volta ao mundo em um dia. No começo, eu fazia caminhadas leves. Morria de vergonha, achava que todo mundo estava olhando para mim. Depois, fui intercalando corrida e caminhada até tomar gosto pela coisa. De nada adianta forçar o corpo e depois ficar com dores e lesões. Você pode parar de treinar e nunca mais voltar.”

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy