Topo

Longevidade

Práticas e atitudes para uma vida longa e saudável

Saiba como evitar quedas, mas se cair, aprenda a agir do jeito certo

Paul Rogers/The New York Times
Imagem: Paul Rogers/The New York Times

Jane E. Brody

Do New York Times

11/01/2018 15h47

Mesmo que você pense que já sabe tudo sobre quedas, seria sábio continuar a leitura. Um chute na canela periódico pode ser muito útil para ajudar a nos mantermos seguros. Eu sei por que sou daquelas propensas a fazer algo imprudente mesmo sabendo que é burrice.

Caso em questão: logo depois de ler um monte de informação sobre os riscos de quedas e seus custos exorbitantes, tanto pessoais quanto financeiros, fiz uma coisa totalmente estúpida. Subi na beira da banheira de chinelos para limpar os azulejos mais altos. Consegui passar incólume dessa vez, mas prometi a mim mesma que nunca farei isso de novo.

Leia também:

Como uma amiga muito mais nova me lembrou, um pouco de sujeira nunca matou ninguém, mas cair sobre as instalações do banheiro é uma causa comum de lesões relacionadas a quedas e mesmo de morte entre pessoas de todas as idades, especialmente aqueles por volta ou além da sétima década de vida.

Vamos começar com como evitar escorregar, tropeçar e cair fora de casa quando as calçadas parecem ringues de patinação.

Passo 1: Verifique seu calçado. Sapatos e botas precisam ter solas antiderrapantes (de borracha ou neoprene, não de plástico ou de couro).

Passo 2: Dê passos menores, dobre-se ligeiramente para frente, vá devagar e ande com o pé o mais leve possível. Verifique se os degraus e a calçada estão molhados antes de sair de manhã, mesmo se for apenas para pegar o jornal ou a correspondência. Faça a mesma coisa quando sair de seu carro.

Independentemente da estação, verifique o caminho pelo menos dois metros a sua frente para detectar perigos. Evite carregar coisas que lhe impeçam de ver o chão a sua frente. Uma vez, tropecei e cai em uma calçada irregular quando estava carregando duas caixas de sapatos nos braços. Mesmo quando estiver de mãos vazias, sempre levante bem os pés para evitar tropeçar quando o sapato fica preso.

iStock
O corrimão pode evitar quedas perigosas. Pense em instalar barras ao lado de degraus Imagem: iStock

O lugar mais comum das quedas é a sua casa

A maioria das moradias contém um catálogo de perigos, incluindo pilhas de papel, tapetes ou tábuas soltos, fios e roupas largadas no chão, sem mencionar água ou gordura na cozinha e no banheiro. Remova o maior número possível desses problemas e limpe o chão assim que algo for derramado.

Apesar de serem importantes em qualquer idade, essas precauções são críticas para os idosos. As quedas são a primeira causa de lesões para os mais velhos, e é esperado que um em três deles caia a cada ano. Frequentemente, o resultado é uma fratura debilitante, perda de independência ou morte. Quase três vezes mais gente morre depois de uma queda (cerca de 32 mil por ano) do que é assassinada com armas de fogo nos Estados Unidos. Mesmo quando a lesão é pequena, pode criar um medo que leva o idoso a evitar algumas atividades para não cair de novo.

Quando estiver andando dentro de casa, sempre use calçados ou sandálias com solas antiderrapantes, não ande sem sapatos (a não ser que queira quebrar um dedo), e nunca fique só de meias, a não ser que elas tenham antiderrapantes na sola. Meus chinelos, que na verdade são sapatos com solas de borracha, ficam do lado da cama para que eu possa colocá-los assim que levanto.

Use sempre o corrimão quando subir ou descer escadas. Pense em instalar barras ao lado de degraus que não as possuem. Se o que você estiver carregando for grande demais para ser segurado com apenas uma mão, peça ajuda. Os banheiros são especialmente perigosos, principalmente para os idosos, que podem se beneficiar muito com barras de segurança na banheira ou no chuveiro e perto da privada. Os tapetes antiderrapantes no chuveiro e na banheira e sobre os azulejos são obrigatórios para todas as idades.

Uma das coisas a fazer para reduzir o risco de quedas é manter a força física e o equilíbrio à medida que se envelhece. Se não tem certeza quanto a sua estabilidade ou agilidade, considere frequentar algumas sessões de fisioterapia e pratique os exercícios recomendados regularmente. Segundo um estudo canadense com homens e mulheres de mais de 65 anos, níveis mais altos de atividade física protegem contra quedas.

Pense bem antes de subir em qualquer coisa. Sempre use uma escada de segurança --não uma cadeira ou banquinho-- quando tentar alcançar algo que está no alto. Hoje eu peço para uma pessoa mais alta ou um vendedor para me ajudar a pegar um produto no mercado que está muito alto, em vez de subir na prateleira mais baixa para alcançá-lo ou derrubá-lo.

Em casa, coloque todos os itens usados com frequência em prateleiras mais baixas ou compre um armário de chão para guardá-los.

iStock
Pedir ajuda é sempre bem-vindo. Além de evitar quedas, você estimula seu contato social Imagem: iStock

O jeito certo de cair

Alguns especialistas recomendam aprender "a maneira certa de cair". Na Holanda, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas até mesmo dão aulas sobre a arte de cair. O conselho é focar em minimizar o risco e a extensão dos danos caindo sobre partes mais moles do corpo com a maior delicadeza possível. Isso inclui tentar ficar relaxado durante a queda. Quanto mais tensa a pessoa fica, mais provável haver lesões. Quando chegar ao chão, tente rolar como um jogador de futebol americano.

Quando a queda é de frente, o instinto é colocar a mão para conter o impacto, o que em geral resulta em punhos quebrados. Se for possível, tente se virar na hora da queda para cair de lado e então role para ficar de costas.

Quando a queda for para trás, aproxime o queixo do peito para evitar bater a cabeça, que pode causar uma concussão e mantenha os braços na sua frente.

Honestamente, essas medidas são mais facilmente descritas do que executadas. Vários amigos que caíram dizem que não havia nada que pudessem ter feito para diminuir os danos no meio segundo entre estar de pé e estar no chão. Mas considere a possibilidade de mentalmente rever cenas em que você "pratica" a queda com mais segurança visualizando as medidas descritas acima.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy