Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Não há relação entre dor no pescoço e ficar no celular, diz estudo carioca

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem

11/01/2018 10h46

São cada vez mais comuns as síndromes originadas pelo uso excessivo dos celulares. Entretanto, ao menos uma delas caiu por terra. Divulgado em sites pelo mundo, o “text neck” (“dor no pescoço causada por digitação”, em tradução livre para o português), seria um problema causado pelo tempo em que o pescoço passa inclinado em uma posição indevida para visualizar a tela do celular.

Essa postura causaria estresse e desgaste na região do corpo, fazendo até com que a pessoa necessitasse de uma operação para corrigir o problema. Contudo, um novo estudo, realizado por pesquisadores do Rio de Janeiro e publicado no periódico European Spine Journal, resolveu investigar se existe uma associação entre o tal do “text neck” e as dores no pescoço em jovens adultos --os resultados mostraram que essa relação simplesmente não existe.

Leia também:

“As descobertas desafiam a crença de que a postura do pescoço durante a digitação nos celulares está associada ao crescimento da prevalência de dores nessa região do corpo”, afirmou o estudo.

iStock
Parece que o "text neck" não causa os males reportados mundo afora Imagem: iStock

Para o experimento, os especialistas analisaram 150 jovens, entre 18 e 21 anos. Primeiro, os voluntários responderam um questionário sobre diversos fatores, incluindo tempo gasto no celular digitando ou jogando e preocupação com a postura corporal. Depois, eles realizaram uma tarefa na qual tinham que digitar no celular enquanto especialistas analisavam sua postura. Como resultado, não houve relação entre a postura e as dores.

“A dor do pescoço é a quarta causa de incapacidade pelo mundo”, disseram os pesquisadores. Segundo eles, havia um potencial aumento de danos devido ao uso e vício nos celulares, principalmente entre os jovens, em conjunto com a maior prevalência de dores no pescoço. “Mas durante a pesquisa não houve associação entre a postura e as dores no pescoço”, disseram os pesquisadores.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy