Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Problemas com vizinhos podem aumentar risco de doença no coração

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem

09/01/2018 11h02

Som alto, cachorro latindo, vazamentos e brigas por causa de vaga na garagem. Achou que os problemas com os vizinhos acabavam por aí? Pois um novo estudo mostrou que quase 5% dos riscos de insuficiência cardíaca têm relação com fatores da vizinhança.

Publicada no periódico Circulation: Cardiovascular Quality and Outcomes, da Associação Americana do Coração, a pesquisa sugere que as características do lugar onde você mora podem ter um papel significativo na saúde do seu coração.

Leia mais:

O estudo comparou milhares de dados sobre saúde, educação, profissão e padrões de cuidados com a casa a taxas de insuficiência cardíaca, em mais de 27.000 participantes de meia-idade residentes no sudeste dos EUA.

A pesquisa durou cinco anos e 4.300 participantes foram diagnosticados com insuficiência cardíaca. Ao final do estudo, os pesquisadores encontraram uma relação entre quem tinha mais problemas com os vizinhos e quem teve a doença no coração.

iStock
Evitar brigas com os vizinhos pode prevenir problemas no coração Imagem: iStock

“Isso prova que o ambiente em que vivemos importa para nossa saúde”, disse Deepak Gupta, cardiologista e coautor do estudo. “A surpresa em nossos resultados foi a magnitude com que as características da vizinhança influenciaram no risco de insuficiência cardíaca.”

Os cientistas esperam que as descobertas conscientizem as pessoas sobre prevenção (brigar menos com os vizinhos) e até que as políticas públicas levem em conta o papel do ambiente e da comunidade na avaliação dos riscos. “As políticas públicas devem prestar atenção no bairro e não somente nos indivíduos, porque o local onde moramos pode prevenir o risco de problemas no coração”, disse Elvis Akwo, que também participou do estudo.

Então, da próxima vez que você se estressar com seu vizinho, respire fundo e pense que fazer as pazes pode ser a melhor solução para a sua saúde.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Adriana Vilarinho
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Cintia Cercato
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Blog da Lúcia Helena
do UOL
VivaBem
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Blog do Maurício de Souza Lima
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Lúcia Helena
do UOL

do UOL

Saiba quais cuidados você deve ter ao usar lentes de contato no verão

Sol, areia, mar, piscina, esportes ao ar livre. O verão é uma época cheia de diversões que ninguém quer perder de vista. No entanto, quem usa lentes de contato precisa tomar alguns cuidados para não sofrer com problemas que podem prejudicar a saúde dos olhos. Veja quando você deve redobrar a atenção ou até mesmo optar pelos óculos.    Em viagens de avião Não é errado usar lentes de contato quando você vai viajar de avião. Porém, é melhor retirá-las, principalmente em voos noturnos ou com mais de quatro horas de duração. Por causa do ar-condicionado da cabine, os olhos tendem a ficar ressacados e as lentes podem provocar desconforto, irritação, coceira e até dor. Antes de viajar, procure o seu oftalmologista para que ele indique um colírio lubrificante.   Veja também: Evite os erros mais comuns ao usar lentes de contato Mulher descobre que tinha 27 lentes de contato em um olho Câncer de pele que não tem nada a ver com o sol é comum no Brasil   Na hora de mergulhar Se não quiser tirar a lente para entrar na piscina ou no mar, use óculos de natação. Na água existem muitas bactérias que podem ficar na lente, aumentando o risco de uma infecção bacteriana, que pode causar úlceras de córnea, por exemplo. Além disso, o cloro utilizado nas piscinas também pode entrar em contato com as lentes e gerar algum tipo de irritação.    Ao praticar esportes  $escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2018/cuidados-ao-usar-lentes-de-contato-e-praticar-esportes-no-verao-1516050419643.vm')

do UOL
do UOL
Blog da Adriana Vilarinho
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cintia Cercato
do UOL
do UOL
Topo