menu
Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

Leite dourado: o que é a bebida que virou aliada da alimentação saudável

Getty Images
Imagem: Getty Images

Carol Salles

Colaboração para o VivaBem

27/12/2017 04h20

Se você ainda não conhece a nova bebida da moda, prepare-se: ela se chama leite dourado e é uma mistura de leite (de vaca ou vegetal), cúrcuma e outros ingredientes variados, que podem ser mel, cardamomo, gengibre, óleo de coco, ghee, canela e até pimenta-do-reino. A atriz americana e natureba Gwyneth Paltrow é adepta, assim como a musa fitness brasileira Gabriela Pugliesi.

Até a rede de cafés Starbucks incluiu uma versão da bebida (turbinada com café) no cardápio de suas lojas inglesas. Mas o que, afinal, ela tem de especial? A resposta está em seu ingrediente-chave, a cúrcuma. Também conhecida como açafrão-da-terra, é uma planta da família do gengibre. A parte usada é o rizoma (caule que cresce embaixo da terra). De cor alaranjada, é geralmente transformado em pó para uso na culinária.

Leia também:

Faz bem para a saúde?

A cúrcuma possui um componente chamado curcumina, que ostenta uma longa lista de benefícios para a saúde. Para começar, ela é anti-inflamatória. “Existem estudos que relacionam o uso de extrato de curcumina com a melhora dos processos inflamatórios da artrose, controle da dor em articulações do joelho e alívio de doenças intestinais, como a colite”, diz a nutricionista Clarissa Fujiwara, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso).

A curcumina também tem ação antioxidante, ou seja, protege o organismo da ação dos radicais livres, que aceleram o processo de envelhecimento celular. Achou pouco? Pois a cúrcuma é estudada, ainda, para a prevenção de doenças neurodegenerativas, como Parkinson e Alzheimer. Também se fala em prevenção do câncer.

“Embora ainda não haja comprovação, os estudos a respeito da ação anti-cancerígena da cúrcuma são promissores. É uma hipótese plausível”, acredita a nutricionista Thais Cardenas, do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), em São Paulo (SP). A nutróloga Nayara Almeida Alves de Oliveira, do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco (SP) acrescenta, ainda, que existem evidências de que a curcumina pode aumentar a oxidação de gorduras e reduzir os níveis de colesterol.

Como fazer a bebida?

Os ingredientes das receitas de leite dourado que pipocam pela internet variam bastante. Para ter os benefícios é preciso ingerir 8g de cúrmuma ao dia, mais ou menos uma colher de sopa. Muitas incluem cardamomo, canela ou gengibre, que têm ação termogênica --ou seja, aumentam a temperatura corporal e, podem, em pequena escala, promover gasto energético e contribuir discretamente para o gerenciamento de peso.

Por mais estranho que pareça, a pimenta-do-reino também figura como componente em alguns preparos. O objetivo é nobre: a curcumina é um nutriente pouco absorvido pelo organismo humano, e a piperina, uma substância presente nesse tipo de pimenta, tem a capacidade de aumentar essa absorção. Fontes de gordura, como o ghee ou o óleo de coco, também podem fazer parte da bebida e ajudam a dissolver a cúrcuma, já que ela não dilui bem em água. Por fim, o mel é geralmente usado para adoçar.

"Os ingredientes são acrescentados ou suprimidos de acordo com a necessidade individual”, explica Erick Schulz, diretor do Instituto de Cultura Hindu Naradeva Shala e professor da Escola Latino-Americana de Ayurveda, em São Paulo (SP).

Precauções

Em geral, a ingestão do leite dourado é segura e bastante tolerada pelo organismo. Consuma no máximo três vezes por dia --excessos podem causar desconfortos gástricos. Gestantes e lactantes devem evitar, assim como quem tem cálculos na vesícula biliar, úlceras ou hiperacidez estomacal. E, se a ideia é incluir a bebida na dieta com o intuito de emagrecer, é bom saber que ela não faz milagres e é mais usada para questões da saúde.

Receita de leite dourado

Ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de leite vegetal (amêndoas ou castanhas)
  • 1 colher (sopa) rasa de cúrcuma
  • 1 colher (chá) rasa de cardamomo em pó
  • 1 colher  (chá) rasa de gengibre em pó
  • 1 colher (chá) rasa de pimenta-do-reino-preta
  • 1 colher (chá) rasa de óleo de coco
  • Canela a gosto para polvilhar a bebida antes de ser consumida

Modo de preparo: Leve tudo ao fogo (menos a canela), mexendo devagar até aquecer. Polvilhe a canela por cima e beba ainda quente. Rende 2 porções

Fonte: Patricia Davidson, nutricionista funcional do Rio de Janeiro (RJ).

Yasmin Brunet mostra como fazer leite dourado

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy