Viva Bem

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamento de doenças

Remédios para ansiedade e sono matam mais que cocaína e heroína, diz estudo

Do VivaBem

05/12/2017 13h13

Já é sabido que o uso de drogas ilícitas é um fator de risco para mortalidade. Mas pesquisadores descobriram que medicamentos psiquiátricos, mais especificamente as benzodiazepinas, podem matar mais do que cocaína, heroína e anfetaminas.

O estudo, publicado em maio no periódico American Journal of Public Health, mostrou que o consumo excessivo desses fármacos causa maior risco de mortalidade do que outras substâncias tradicionais usadas pela população.

Veja também:

As benzodiazepinas são uma classe de medicamentos conhecidos como “tranquilizantes” e são usadas para tratar ansiedade, distúrbios do sono, convulsões e outras condições. Elas incluem drogas que são comumente prescritas como Valium, Xanax e Lorazepam.

Realizada pela Universidade da Colúmbia Britânica de Vancouver, no Canadá, a pesquisa entrevistou 2.802 voluntários usuários de benzodiazepinas durante cinco anos e meio. Ao final do estudo, 18,8% dos participantes morreram. Mesmo após excluírem casos de infecções por HIV e outros potenciais causadores de risco, como as drogas ilegais, os cientistas afirmaram que a taxa de mortalidade entre os usuários da substancia prevaleceu maior que a dos outros fármacos.

“O interessante sobre isso é que é uma droga prescrita e as pessoas pensam que estão seguras. Mas, provavelmente, estamos prescrevendo essas drogas de uma maneira que está causando danos”, disse o cientista Keith Ahamad ao jornal Vancouver Sun. "Não há muita evidência científica para dizer que essas pessoas devem usar esses medicamentos de forma crônica."

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao