Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

Pasta de amendoim ajuda a emagrecer? Especialistas comentam

Getty Images
Imagem: Getty Images

Louise Vernier

Colaboração para o UOL

15/10/2017 04h00

Ela está no Instagram das musas fitness e é consumida com pão, tapioca e frutas, para enganar a vontade de comer doce. No café da manhã ou no pré-treino é onde ela mais aparece. Mas o que explica a febre da pasta de amendoim?

Emagrece ou não?

Sim, porque ela fornece energia extra para malhar. E quando aliada a uma fonte de carboidrato integral --uma torrada de arroz integral, por exemplo-- aumenta a sensação de saciedade, evitando beliscadas entre as refeições.

A pasta tem de 45% a 50% de gorduras, além de 25% a 32% de proteína, 8% a 12% de carboidrato e 3% de fibra. Uma colher de sopa vale, em média, 90 calorias. Mas o tipo de gordura torna ela mocinha da alimentação e não vilã. “É mais gordura insaturada [conhecida como ‘gordura boa’] do que saturada”, esclarece a nutricionista Iara Cecília Pasqua, coordenadora do Serviço de Nutrição da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

A pasta de amendoim também ajuda na construção dos músculos. É rica em vitamina E, vitaminas do complexo B e minerais, como o magnésio. “O magnésio é importante para evitar câimbras”, explica a nutricionista Annete Bressan Marum, especializada em Nutrição e Metabolismo pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e nutricionista do Spasissimo.

Quando e quanto consumir

O ideal é comer no pré-treino, para render mais na malhação. Mas não mais do que uma colher de sopa ao dia. Se ingerida no pós-treino, explica Annete, ajuda na recuperação física e no ganho de massa muscular.

De olho no rótulo

A recomendação das especialistas é consumir a pasta de amendoim integral e sem açúcar. “Muitas marcas adicionam açúcar refinado, sal e gordura hidrogenada ao produto, o que colabora para o ganho de gordura localizada e o aumento de peso”, alerta Annete.

Também é importante não se deixar enganar por alternativas que parecem inofensivas. “Atualmente, encontramos à venda opções de pasta de amendoim com açúcar de coco, que apresenta baixo índice glicêmico, mas não deixa de ser um açúcar”, diz Edvânia Soares, nutricionista da Estima Nutrição (SP).

Para fazer em casa

Você também pode produzir pasta de amendoim caseira. Vai precisar apenas de amendoim torrado, sem pele e sem sal e um processador de alimentos. Os grãos são colocados para bater e deixados lá até virarem pasta (mais ou menos 15 minutos de processamento contínuo). A própria gordura do amendoim vai dar consistência. No liquidificador também dá para fazer, mas demora um pouco mais para os grãos virarem pasta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Marcio Atalla
do UOL
Chef Funcional
Blog Nutrição sem neura
Blog da Verônica Laino
do UOL
do UOL
Agência Estado
Blog da Georgia Castro
do UOL
do UOL
Chef Funcional
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
Blog Marcio Atalla
Blog da Lúcia Helena
do UOL
do UOL
Blog Nutrição sem neura
Chef Funcional
Blog da Lúcia Helena
Blog da Verônica Laino
Blog da Georgia Castro
Chef Funcional
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Marcio Atalla
Blog da Lúcia Helena
do UOL
Chef Funcional
Blog Nutrição sem neura
do UOL
do UOL
Blog da Verônica Laino
Blog da Lúcia Helena
do UOL
do UOL
Blog da Georgia Castro
Chef Funcional
Topo