VivaBem

Kelly Key diz ter hipotireoidismo; entenda a relação da doença com o peso

Reprodução/Instagram @oficialkellykey
Imagem: Reprodução/Instagram @oficialkellykey

Gabriela Ingrid

Do UOL

08/10/2017 09h23

Além de cantora, Kelly Key, 34, é a nova musa fitness das redes sociais. Mas, segundo ela, o corpão ainda está longe do ideal, devido a uma doença recém descoberta. Em um vídeo publicado na sexta-feira (6), Kelly diz ter sido diagnosticada com hipotireoidismo e que finalmente entendeu por que não consegue perder algumas gordurinhas localizadas.

Tem alguma dúvida sobre a saúde do seu corpo? Mande sua pergunta para o e-mail pergunteaovivabem@uol.com.br que nós encontraremos os melhores especialistas para respondê-la.

A doença é decorrente da diminuição da produção do hormônio da tireoide, que leva à redução de várias funções no organismo. Os principais sintomas incluem fadiga, sensibilidade ao frio, constipação, cabelos e unhas frágeis e pele seca.

 

 

Uma publicação compartilhada por Kelly Key (@oficialkellykey)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

em

 

Assim como no caso de Kelly Key, o hipotireoidismo também pode levar a um pequeno aumento de peso. “A doença desacelera o metabolismo e o intestino fica mais devagar, fazendo com que o indivíduo tenha um leve inchaço, mas geralmente não passa de 2 a 3 kg”, diz Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês. “Mas é claro que possam existir casos específicos, que por alguma razão fazem a pessoa engordar mais do que isso.”

Segundo Zilli, qualquer pessoa pode desenvolver a doença, mas ela é mais comum em mulheres idosas. “O ideal é ficar de olho nos sintomas e, a qualquer sinal de estranheza, buscar um médico. O problema, assim como seus sintomas, é melhorado após o tratamento, que consiste na reposição hormonal da tireoide.”

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais VivaBem

Topo