Vivabem

Consumir muito açúcar pode aumentar risco de doença cardiovascular

iStock
Imagem: iStock

Do UOL

07/10/2017 11h49

Quando o doce entra em jogo, nem as pessoas saudáveis se salvam. Um estudo feito pela Universidade de Surrey, no Reino Unido, descobriu que altas quantidades de açúcar aumentam o risco de desenvolver doenças cardiovasculares, mesmo se o indivíduo estiver com a saúde em dia.

Tem alguma dúvida sobre a saúde do seu corpo? Mande sua pergunta para o e-mail pergunteaovivabem@uol.com.br que nós encontraremos os melhores especialistas para respondê-la.

A pesquisa, publicada no periódico "Clinical Science", analisou dois grupos de homens, com altos e baixos níveis de gordura no fígado, e os alimentou com dietas com muito e pouco açúcar. A ideia era descobrir se a quantidade de gordura no fígado influenciava no impacto que esses carboidratos têm na saúde cardiovascular dos humanos.

A dieta de pouco açúcar continha 140 calorias por dia de açúcar --uma quantidade próxima ao consumo recomendado--, enquanto a com altas quantidades continha 650 calorias de açúcar.

Após 12 semanas na deita com altas doses, os homens com alto nível de gordura no fígado mostraram mudanças no metabolismo de gordura, que tem relação com o aumento de risco de doença cardiovascular, infartos e derrames.

iStock
Altas doses de açúcar têm relação com o aumento de risco de doença cardiovascular, infarto e derrame Imagem: iStock

Os resultados também revelaram que quando o grupo de homens saudáveis consumiu grandes quantidades de açúcar, a gordura do fígado também aumentava e o metabolismo de gordura se tornava similar ao dos homens não saudáveis.

"Nossas descobertas mostram uma nova evidência que consumir grandes quantidades de açúcar pode alterar seu metabolismo e aumentar o risco de doenças cardiovasculares", disse Bruce Griffin, professor de metabolismo nutricional na universidade.

"E por mais que a maioria dos adultos não consuma altos níveis de açúcar, algumas crianças e adolescentes podem alcançar essas doses com refrigerantes e doces. Isso aumenta a preocupação com o futuro da saúde dessa população jovem."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Vivabem

Topo