VivaBem

Poluição do ar afeta o funcionamento dos rins, segundo estudo

iStock
Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

23/09/2017 11h28

A poluição do ar compromete nossas vidas mais do que imaginávamos. Além de agravar doenças respiratórias e cardíacas, e causar sintomas como ardência nos olhos e até cansaço, a poluição do ar também prejudica os rins.

Tem alguma dúvida sobre a saúde do seu corpo? Mande sua pergunta para o e-mail pergunteaovivabem@uol.com.br que nós encontraremos os melhores especialistas para respondê-la.

Pesquisas anteriores relacionaram altos níveis de partículas finas (apelidadas de PM 2.5) com doenças cardiovasculares e derrames. Mas um novo estudo publicado na revista científica Journal of the American Society of Nephrology provou que o rim também é machucado.

Os cientistas usaram dados do Departamento de Assuntos de Veteranos dos Estados Unidos, que continham informações sobre a saúde renal de mais de 2 milhões de veteranos, que foram acompanhados por oito anos e meio. Além disso, compilaram dados da Nasa (Agência Espacial Norte-americana) e da Agência de Proteção Ambiental sobre a poluição.

Ao comparar os arquivos foi possível notar que o aumento de PM 2,5 corresponde diretamente com diminuições na taxa de filtração glomerular, uma medida da função renal. Ou seja, os altos níveis de partículas finas agravam a função renal.

As partículas de PM 2,5 são pequenas o suficiente para entrar na corrente sanguínea, onde são encaminhadas para os rins, que são especialmente propensos a ferimentos causados pelos poluentes.

Os pesquisadores calcularam que os níveis de poluição do ar "pouco saudáveis" levam a um aumento anual de 44.793 casos de doenças renais crônicas e 2.438 casos de doença renal em fase final que requer diálise. Mesmo níveis abaixo dos considerados “seguros” aumentaram o risco.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais VivaBem

Topo