VivaBem

Estudo vê relação entre consumo de um refrigerante diet por dia e demência

iStock
Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

17/09/2017 12h43

Pessoas que consomem refrigerante diet todos os dias têm três vezes mais de chance de sofrer um derrame ou ter demência, sugere novo estudo da American Heart Association (Associação Americana do Coração, em tradução para o português).

Tem alguma dúvida sobre a saúde do seu corpo? Mande sua pergunta para o e-mail pergunteaovivabem@uol.com.br que nós encontraremos os melhores especialistas para respondê-la.

A pesquisa publicada no jornal ‘Stroke’, da mesma associação, mostra que o consumo diário aumenta o risco quando comparado a quem tomou a bebida somente uma vez por semana. O estudo foi feito em cima de dados coletados de 4.300 pessoas que participaram de um projeto chamado Framingham Heart Study, da Universidade de Boston, nos EUA.

Todos os participantes preencheram questionários sobre a ingestão de alimentos e bebidas em três pontos distintos durante a década de 1990. Os pesquisadores seguiram esse grupo por dez anos, observando 97 casos de AVC e 81 casos de demência (63 casos especificamente de doença de Alzheimer) durante esse período.

Depois de ajustar os fatores que poderiam influenciar os resultados, como idade, sexo, educação, consumo de calorias, exercícios físicos e tabagismo, as pessoas que beberam pelo menos um refrigerante diet por dia tiveram quase três vezes maior risco de demência ou acidente vascular cerebral.

Pesquisadores afirmam que é necessário estudar a relação

Os pesquisadores da Associação Americana do Coração disseram que mais estudos precisam ser feitos, para considerar o efeito das bebidas dietéticas em fatores já conhecidos na comunidade por aumentarem o risco de AVC e demência --como a pressão arterial elevada. Devido ao fato de que o estudo é observacional e baseado em questionários alimentares, eles afirmaram que análises adicionais sobre os vínculos entre bebidas, demência e acidentes vasculares cerebrais precisam ser feitas.

"Como o consumo de refrigerantes artificialmente adoçados está aumentando na comunidade, juntamente com a prevalência de AVC e demência, pesquisas futuras são necessárias", acrescentaram. Embora ainda tenha essa necessidade de se aprofundar na relação, mesmo assim eles alertam as pessoas a não encararem as bebidas açucaradas como uma alternativa boa para a saúde.

"Por mais que ainda não tenhamos essa associação entre AVC ou demência e o consumo de bebidas açucaradas no geral, isso certamente não significa que elas são uma opção saudável”, disse Matthew Pase, sênior no departamento de neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Boston.

Ele ainda acrescentou: "Nosso estudo mostra a necessidade de fazermos mais pesquisas nesta área, analisando a frequência com que as pessoas bebem bebidas artificialmente açucaradas. Recomendamos que as pessoas prefiram beber água com regularidade, em vez de bebidas açucaradas ou artificialmente adoçadas".

Já Rachel Johnson, ex-presidente do Comitê de Nutrição da Associação Americana do Coração e professora de nutrição na Universidade de Vermont, disse: "Sabemos que a limitação de açúcares adicionados artificialmente é uma estratégia importante para ter uma boa nutrição e pesos corporais saudáveis e até que saibamos mais, as pessoas devem consumir esse tipo de bebida com cautela”.

A indústria de bebidas se defende da publicação

Procurado pela reportagem do jornal britânico “Independent”, que publicou recentemente uma reportagem mais aprofundada sobre o estudo de abril, Gavin Partington, diretor-geral da Associação Britânica de Bebidas, disse: “Apesar de suas reivindicações, os autores deste estudo observacional admitem que não encontraram causa e efeito e não fornecem nenhuma evidência científica para sustentar suas teorias".

E acrescentou: "Na verdade, com base na evidência, a Public Health England [repartição do departamento de saúde do governo britânico] está ativamente incentivando as empresas de alimentos e bebidas a usar edulcorantes com baixas calorias como alternativa ao açúcar e, assim ajudar as pessoas a gerenciar seu peso”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais VivaBem

Topo