menu
Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

Conheça a pericoronarite, doença que fez Pabllo Vittar remover os dentes

Bruno Santos/ Folhapress
Pabllo Vittar teve que extrair os dentes por causa do problema Imagem: Bruno Santos/ Folhapress

Gabriela Ingrid

Do UOL

24/08/2017 15h51

O nome pode parecer complexo, mas a pericoronarite é bastante familiar para quem já sofreu com os dentes do siso. Recentemente, a cantora Pabllo Vittar cancelou shows de sua agenda por causa do problema e teve que passar por cirurgia para extrair os dentes. Mas afinal, o que é a tal da pericoronarite?

“É uma inflamação da gengiva que ocorre ao redor de um dente e acontece geralmente quando ele ainda não saiu completamente”, explica Marcelo Kyrillos, cirurgião-dentista diretor da clínica Ateliê Oral e membro da ABOE (Associação Brasileira de Odontologia Estética). Segundo ele, a inflamação pode ser causada por um trauma da gengiva que recobre o dente, provocado pelo dente oposto (superior ou inferior) ou pela própria mastigação. A higienização deficiente só agrava o problema.

Kyrillos afirma que o incômodo é grande, atrapalhando a fala e a mastigação: “A pericoronarite causa muita dor no dente e na gengiva, dificulta a mastigação, a deglutição e limita inclusive a abertura da boca”. O dentista ainda conta que pode ter presença de pus na área afetada e eventuais episódios de mal-estar e febre por conta da infecção.

Nos casos mais leves, o tratamento é feito com anti-inflamatórios para redução ou alívio da dor, enquanto não se trata a causa. Mas quando é verificada uma infecção da gengiva, Kyrillos diz ser indispensável a prescrição de um antibiótico. O dentista ainda explica ser muito comum a extração do dente: “Isso ocorre na maioria dos casos. Na maioria das pessoas o siso nasce na mandíbula, numa região chamada Ramo, onde o osso começa a subir na articulação, dificultando a limpeza. Se ele nasce fora do alinhamento da mordida, pode também prejudicá-la”.

Segundo Kyrillos, não existe dados no mercado de incidência nos pacientes, mas a extração é indicada para mais de 90% de seus pacientes. No caso de Pabllo, não foi diferente e a inflamação o obrigou a cancelar os shows para tirar os dentes do siso. "Eu tirei, minha gente. Não estou conseguindo falar direito. Olha aqui, meu irmão, o tamanho", disse em seu stories no Instagram, logo após o procedimento.

Depois da extração, Kyrillos diz que é recomendado repouso nas 72 horas seguintes ao procedimento, para não estimular o aumento do batimento cardíaco, evitando sangramento ou inchaço, não tomar nada quente e fazer compressa fria com uma bolsa de gelo na zona da face afetada durante uns 15 minutos, mais de uma vez ao dia.