menu
Topo

VivaBem

Rede de apoio: página reúne histórias e dá esperança a pacientes com câncer

Reprodução/Instagram/@amigos_da_quimio
"Essa foto é para alegrar você e lhe dar forças para enfrentar esta fase que está sendo tão difícil de encarar", diz a legenda de post da página Amigos da Quimio Imagem: Reprodução/Instagram/@amigos_da_quimio

Do UOL

20/07/2017 13h08

Ivo Oliveira, 22, nunca recebeu diagnóstico de câncer, mas depois que sua sobrinha de 7 anos descobriu há um ano e meio que tinha leucemia, ele começou a se informar mais sobre a doença e os tratamentos.

Depois de procurar páginas sobre câncer e não encontrar alguma que reunisse relatos positivos, ele resolveu criar a página no Instagram Amigos da Quimio, que já conta com quase 10.000 seguidores.

“Criei a página para ajudar quem está passando pelo tratamento. A ideia era reunir histórias de pessoas que já venceram a doença, pois isso dá ânimo e esperança para quem ainda está na quimio e acha que não tem mais solução”, falou ao UOL.

Ivo acredita que a troca de experiências nas redes sociais é algo positivo para quem está enfrentando a doença, bem como o apoio da família. “Depois que minha sobrinha recebeu o diagnóstico e começou a ficar careca, ela questionou se as pessoas iriam gostar dela mesmo assim. Foi quando resolvi fazer uma surpresa. Fiquei careca igual e disse: “Se não gostarem de você, também não vão gostar de mim”. Ela ficou muito emocionada”, relembra. Ele, inclusive, gravou um vídeo e postou na página:

Ivo recebe por mensagens privadas as histórias e imagens que compartilha na página. “Normalmente, as pessoas sempre contam como descobriram o câncer, como foi ou está sendo o tratamento e o que eles estão passando”, diz.

Ele também recebe um retorno muito positivo dos seguidores. “Muita gente fala que a página mudou a forma como eles enfrentavam a doença, deu mais força para não se abater e se entregar. Tem muitas histórias emocionantes, até de crianças que superaram a doença e que mostro para minha sobrinha.”

Ivo sente gratidão por ter criado a @amigos_da_quimio. “Muitas vezes, acho que estou ajudando o próximo, mas estou me ajudando também. É uma forma de ter esperança durante o tratamento da minha sobrinha. Quando fico sem esperança, chega uma nova história e toca bem lá no fundo e a esperança retorna”, conta.

Mais VivaBem