menu
Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito

Angélica vai treinar de bota ortopédica; pode isso?

Reprodução/Instagram
Angélica vai malhar de bota ortopédica Imagem: Reprodução/Instagram

Thamires Andrade*

Do UOL

30/03/2017 14h17

Nessa quinta-feira (30), Angélica deu um tapa na cara da sociedade que paga a matrícula da academia e não comparece. A apresentadora machucou o pé ao cair de uma escada e foi treinar com uma botinha ortopédica que imobiliza a região. Ela postou sua “aventura” no Instagram Stories. "Você já tinha treinado alguém de botinha?", perguntou ela ao personal trainer Chico Salgado. Mas, afinal, é possível treinar mesmo lesionado?

A máxima “quem quer faz, quem não quer arranja uma desculpa” é verdadeira nesse caso. Segundo Moises Cohen, chefe do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp e diretor do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, se o paciente se sentir bem para se exercitar, ele pode sim manter a rotina de treinos.

Uma das condições para isso, além de estar sem dor, é fazer atividades que não provoquem qualquer tipo de sobrecarga no local lesionado. “Se está com o pé lesionado, dá para fazer uma série de exercícios para membros superiores e abdome”, exemplifica Cohen.

Como a apresentadora está com uma bota que tem uma boa imobilização, Cohen explica que é possível fazer exercícios para os membros inferiores, como o quadríceps, sem forçar a área lesionada. “Claro que não dá para forçar. É preciso evitar saltos, pulos e etc. Mas dá para fazer uma elevação de quadril, como ela aparece no vídeo, sem problemas”, explica.

Em uma brincadeira com o personal, Angélica também comentou que o marido, Luciano Huck, até iria na academia depois de ver o “incentivo” dela ao comparecer com o pé machucado. Mas Cohen explica que esse estímulo para ir treinar depende muito de pessoa para pessoa. “É muito da personalidade. Tem gente que vai treinar por que adora e outras só vão porque são obrigadas”, diz.

Mas, antes de voltar para a academia, é importante consultar o médico que está acompanhando o caso. “Só ele pode dar a liberação para a continuidade da prática de qualquer atividade física”, fala.

Treino com eletroestimulação

Angélica treina com a mesma roupa que a atriz Bruna Marquezine. Segundo o personal trainer Chico Salgado já explicou no Instagram, essa técnica de eletroestimulação faz com que seja possível utilizar mais de 90% das fibras musculares em cada contração, potencializando os movimentos.

De acordo com o estúdio Impulse, a primeira empresa a trazer a técnica para o Brasil, um dos principais benefícios da tecnologia de eletroestimulação é a otimização do tempo, pois em apenas 20 minutos a pessoa faria um treino equivalente a duas horas de musculação, além de ativar grupos musculares não alcançados em um exercício comum. Cada sessão de treino com essa tecnologia sai na faixa de R$ 130.

* Colaborou Vivian Ortiz