Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

Batata frita em azeite extra virgem é mais nutritiva do que a cozida

Reprodução/TV UOL
Se frita em azeite extra virgem, a batatinha tem mais antioxidantes do que a versão cozida Imagem: Reprodução/TV UOL

Do UOL

26/01/2017 15h12

Pronto, a batata frita, considerada uma das grandes vilãs de uma dieta saudável, está liberada no cardápio dos mais preocupados com a alimentação. Isto se a fritura for feita com azeite extra virgem. Um estudo feito pela Universidade de Granada, na Espanha, descobriu que vegetais fritos no azeite podem ter mais propriedades benéficas do que os cozidos.

Os especialistas estavam estudando a Dieta Mediterrânea, um dos hits entre os aficionados pela alimentação saudável por ser associada a prevenção de doenças degenerativas e pela alta presença de antioxidantes. Na região, o cardápio é composto por vegetais frescos e azeite extra virgem. Os pesquisadores dizem que o óleo tem vitaminas C, E, betacarotenos e um grupo de antioxidantes conhecidos como fenóis. 

A batata, abóbora, berinjela e tomate são alguns dos vegetais que também são ricos em fenóis. Os especialistas, então, tentaram prepará-los de diversas maneiras: fritos em óleo extra virgem, cozidos em água, cozidos em óleo com água e salteados. 

Eles perceberam que, quando eram cozidos, os vegetais mantinham a mesma quantidade de fenóis. Porém, quando eram imersos e fritos em azeite, os fenóis do óleo eram transferidos para o alimento e a quantidade do componente subia bastante. 

Em contrapartida, as calorias e as gorduras dos vegetais também aumentaram quando foram fritos. O resultado, no entanto, vai contra a ideia de que todo tipo de fritura é o mal em forma de alimento. Já que, com a maior quantidade de fenóis, os alimentos se tornaram mais antioxidantes. 

Mas, antes de você entrar na fila de um restaurante fast food para pedir a sua batata frita, lembre-se que, na pesquisa, eles usaram um tipo mais nobre de azeite, que costuma ser mais caro e não encontrado em qualquer lugar. Além dos vegetais estarem frescos antes de irem para a frigideira, em vez de serem congelados como a maior parte das batatinhas que comemos nas lanchonetes. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Marcio Atalla
do UOL
Chef Funcional
Blog Nutrição sem neura
Blog da Verônica Laino
do UOL
do UOL
Agência Estado
Blog da Georgia Castro
do UOL
do UOL
Chef Funcional
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
do UOL
Blog Marcio Atalla
Blog da Lúcia Helena
do UOL
do UOL
Blog Nutrição sem neura
Chef Funcional
Blog da Lúcia Helena
Blog da Verônica Laino
Blog da Georgia Castro
Chef Funcional
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bella Falconi
do UOL
Blog Marcio Atalla
Blog da Lúcia Helena
do UOL
Chef Funcional
Blog Nutrição sem neura
do UOL
do UOL
Blog da Verônica Laino
Blog da Lúcia Helena
do UOL
do UOL
Topo