menu
Topo

VivaBem

Tem ereção e nunca 'envelhece'; conheça 10 curiosidades sobre o clitóris

Marie Docher Odile Fillod
Sabia que o clitóris tem este formato? Este é um molde feito por uma impressora 3D Imagem: Marie Docher Odile Fillod

Maria Júlia Marques

Do UOL, em São Paulo

27/07/2017 04h10

O clitóris é um órgão fantástico e você precisa saber mais sobre ele! Além de ser procurado por homens e mulheres por ser a chave para o prazer sexual, ele tem diversas outras curiosidades. Portanto, faça as honras e se apresente adequadamente para esta maravilhosa parte do corpo feminino. Abaixo, leia alguns fatos o clitóris.

Fontes: A ginecologista Maria Carolina Madi, da clínica da mulher no hospital 9 de Julho, a obstetra Leila Corrêa, do hospital Sírio-Libanês, a ginecologista Mônica Resende, do hospital São Luiz, e a sexóloga Carla Cecarello. 

10 curiosidades sobre o clitóris:

  • Onde ele mora?

    O clitóris faz parte da vulva e seu pedaço externo pode ser facilmente encontrado. É o botãozinho que se localiza na região superior da vagina, no encontro do "V" dos pequenos lábios. Ao tocar, ele é a parte mais elevada ali na região.

  • Ele se esconde?

    Não é que ele se esconda, mas ele é muito maior do que imaginamos. A maioria das pessoas costuma relacioná-lo apenas à glândula externa da vulva, mas esta é só a "ponta do iceberg". A parte externa tem, em média, cinco milímetros de diâmetro e é composta pela glande clitoriana e o capuz (uma pele bem fininha que cobre total ou parcialmente a glande). Já a parte interna pode ter cerca de 4 cm de comprimento que engloba a cruz --composta por dois corpos cavernosos, uma musculatura que o sustenta e uma grande inervação e vascularização.

  • Cada um é diferente do outro?

    Sim! Assim com o pênis e os lábios vaginais, tamanhos, formatos e cores do clitóris podem variar.

  • Ele trabalha com quê?

    O clitóris tem como função exclusiva dar prazer sexual à mulher. É isso mesmo que você leu. Mulheres são privilegiadas e têm um órgão voltado para felicidade sexual, o que pode potencializar os orgasmos. No caso dos homens, o pênis acaba tendo outras funções, como fazer xixi. O órgão, portanto, não é focado 100% no prazer.

  • Ele é sensível?

    Muito. O clitóris tem cerca de 8 mil fibras nervosas em seu corpinho e por isso é muito delicado. Para efeito de comparação, ele tem o dobro de fibras nervosas que o pênis. É importante que a mulher aproveite tamanha sensibilidade e a facilidade de manipulação do clitóris e consiga estimulá-lo para chegar ao orgasmo com maior facilidade.

  • Ele tem ereção?

    Pode parecer estranho falar que mulher tem ereções, mas isso acontece. O clitóris e o pênis têm a mesma origem embriológica. Por isso, na fase de excitação, o clitóris aumenta de volume e fica "ereto". Por ser muito irrigado, ele se enche de sangue e fica bem gorducho, aumentando sua área de tato e facilitando a manipulação. A porção externa do clitóris pode aumentar de 0,5 cm até 2 cm de comprimento.

  • Ele é amigo do ponto G e dos orgasmos?

    A maior parte do prazer sexual feminino vem por meio da estimulação clitoriana, mas claro que existem mulheres que relatam orgasmos vaginais --obtidos com penetração. Mas por sua alta sensibilidade e fácil manipulação, o clitóris acaba sendo o mecanismo mais fácil para o orgasmo. Já o ponto G é mais difícil de se localizar, fica no segundo terço da vagina, pode mudar de lugar dependendo da mulher. O ponto ajuda a aumentar a excitação e pode ser um bom aliado, mas se estiver muito difícil de encontrá-lo não se estresse, pode ir direto para o clitóris que sabemos onde está e funciona com excelência.

  • Ele envelhece?

    Não, o clitóris jamais perde a inervação, sua sensibilidade não se altera e a mulher tem a mesma capacidade de chegar ao orgasmo em qualquer idade. O que pode acontecer efetivamente na menopausa é que a vagina fique mais ressecada devido à alteração hormonal. Porém, o orgasmo feminino é um conjunto de estímulos diversos, como no clitóris, ou estímulos auditivos, visuais, psicológicos que são levados a regiões específicas do sistema nervoso central e geram uma manifestação em todo o corpo. Se a menopausa está afetando a vida sexual da mulher, ela pode perder confiança e se sentir estressada, o que pode dificultar o orgasmo.

  • É possível o clitóris virar pênis?

    Existe a cirurgia de redesignação sexual, mas ela não é muito comum. Segundo Alexandre Saadeh, coordenador do Ambulatório de Transtorno de Identidade de Gênero do Hospital das Clínicas de SP, a maioria dos homens trans não realiza esse procedimento, pois espera uma melhora técnica. O método mais comum é o "descolamento" do clitóris aliado ao uso de hormônio masculino, que faz com que ele cresça até 6 cm e fique semelhante a um pênis pequeno. A pessoa continuará sentindo prazer.

  • Dá para exercitar o clitóris?

    Não é que você pode deixar o clitóris "bombado". Isso não existe. Mas é importante praticar exercícios para contrair e relaxar a musculatura de toda a vagina, para facilitar na hora do sexo e até ajudar em casos de incontinência urinária, por exemplo. Para isso, são recomendadas desde caminhadas, até pompoarismo, passando pela masturbação. Você deve fortalecer a região e também focar no autoconhecimento, para saber quais estímulos são mais interessantes para você e aumentam sua excitação.

Mais VivaBem