Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

6 coisas que (talvez) você não sabia que fortalecem a imunidade

iStock
Imagem: iStock

Maria Júlia Marques

Do VivaBem, em São Paulo

21/01/2018 04h01

Sempre que ficamos doentes com facilidade pensamos: “Nossa, minha imunidade deve estar baixa”. Mas você já pensou em como não sofrer com isso? Existem meios simples que mantêm a saúde em alta e evitam deslizes que causem um chato resfriado ou uma gripe pentelha.

O sistema imunológico funciona como um bom cão de guarda para o organismo. Ele fica atento a tudo que acontece no corpo e se detecta alguma bactéria, vírus ou parasita intruso age rapidamente para expulsá-lo. E não é apenas uma célula ou uma substância, o sistema é a união de glóbulos brancos, anticorpos, tecidos e outros soldados que criam um exército de proteção.

Para seu organismo ficar bem cuidado, potencialize o poder do sistema imunológico com estas dicas simples.

Fontes: Elie Fiss, diretor clínico da Cia. da Consulta e coordenador de pneumologia do Hospital Oswaldo Cruz, Claudio Roberto Gonsalez, infectologista do Hospital Villa-Lobos, da Rede D’Or São Luiz, Paulo Camiz, professor e clínico geral da USP (Universidade de São Paulo) e Hospital das Clínicas, e Alan Tiago Scaglione, nutricionista especialista em suplementação nutricional aplicada ao exercício pela USP.

Como fortalecer minha imunidade?

  • iStock

    Fuja do estresse

    Aprender a relaxar é um sonho e você precisa alcançar essa dádiva. Quando nos estressamos o corpo libera um hormônio chamado cortisol. Acontece que o cortisol tem como efeito reprimir e desgasta a imunidade. Quando você está passando por muito nervosismo e tensão, o corpo transborda cortisol e sua imunidade fica baixa, por isso é comum ficar doente depois de dar plantões ou fazer muitas horas extras. Ficar depressivo, amargurado e sobrecarregado faz com que o organismo use sua energia para outras funções e deixe o sistema imunológico de lado.

  • iStock

    Confie no seu crush

    Pode parecer a coisa mais aleatória que você já ouviu, mas a ansiedade sobre relacionamentos pode diminuir a sua imunidade. Uma pesquisa de Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, mostra que as preocupações sobre relacionamentos íntimos e o grande medo de rejeição funcionam como estressores crônicos. Além de aumentarem os níveis de cortisol eles, diminuem o número de células T, importantes para defesa do sistema imune contra infecções.

  • Getty Images

    Aproveite as noites de sono

    O sono tem uma forte influência reguladora nas funções imunes do corpo. Estudo publicado no European Journal of Physiology mostra que dormir bem facilita o extravasamento das células T, fortalecendo o sistema imunológico. Além disso, enquanto estamos sonhando o corpo está se recuperando de toda energia gasta durante o dia e esse descanso ajuda a recarregar nosso exército imunológico.

  • Getty Images

    Tome sol

    A vitamina D é importante para o corpo e se expor ao sol é uma boa maneira de obter o nutriente. Estudos mostram que pessoas com deficiência de vitamina D são mais propensos a ter falhas no sistema imunológico. Por isso, tente sair um pouco de casa ou do escritório para sentir o sol na pele. Claro que não é para abusar, cerca de 20 minutos por dia com os braços expostos aos raios já traz benefícios. Normalmente uma alimentação balanceada também garante os níveis exatos de vitamina D.

  • iStock

    Tire o fast food da rotina

    Sinta o drama: quando você consome algo calórico e cheio de gordura, seu sistema imunológico reage à comida da mesma forma que atua quando há uma infecção bacteriana. Um estudo feito pela Universidade de Bonn, na Alemanha, mostrou que isso mexe com a nossa imunidade e pode até deixar o sistema de defesa do corpo mais agressivo com o passar do tempo. Ao comer um fast food o corpo rapidamente recruta um exército enorme e poderoso, e os mantém ativos por muito tempo. O sistema imunológico fica preparado para responder a pequenos estímulos com respostas inflamatórias mais fortes e com isso pode acelerar desenvolvimento de doenças vasculares ou diabetes tipo 2. Uma alimentação saudável é a melhor saída e contém todos os nutrientes que o corpo precisa para alimentar o exército imunológico.

  • iStock

    Malhe e fique preparado para atacar

    Olha que engraçado, o mesmo cortisol que, em excesso, deixa o sistema imune fraco pode ajudar se vier em conta gotas. Quando fazemos exercícios nosso corpo não entende exatamente para o que estamos nos preparando. Logo, lembra do passado primitivo e acha que com tanto esforço ou vamos entrar em uma luta ou vamos fugir. Durante a malhação liberamos cortisol em pequenas doses. O hormônio do estresse deixa o sistema imune em alerta, preparado para atacar e funcionando com força total. Depois de malhar, o organismo ainda estimula o sistema imunológico para que ele se torne mais forte e suporte melhor o próximo momento de estresse (no caso o treino seguinte). Assim, ficamos seguros.