menu
Topo

Longevidade

Práticas e atitudes para uma vida longa e saudável

De vacinação a boa noite de sono: 9 dicas que ajudarão a prolongar sua vida

iStock
Imagem: iStock

Gabriela Ingrid

Do UOL, em São Paulo

18/10/2017 14h23

O brasileiro está prestes a enfrentar um desafio demográfico. Enquanto a população está envelhecendo rapidamente, especialistas pensam em um meio de prolongar a vida saudável dessas pessoas. “De que adianta ter uma alta expectativa de vida e não ter saúde”, questiona o gerontólogo Alexandre Kalache, durante o 12º Fórum da Longevidade, realizado nesta quarta-feira (18), em São Paulo. Em um debate com Marília Louvision, mestre e doutora em Saúde Pública, e Claudia Burlá, médica geriatra, foram discutidas as soluções para se ter uma vida longa e saudável.

9 dicas para uma vida longeva

  • Lucas Lima/UOL

    Vacine-se

    Seja para gripe, hepatite ou febre amarela. Sempre é tempo de prevenir. A imunização é para o resto da vida.

  • iStock

    Previna-se do câncer

    Além do diagnóstico precoce, feito com exames de prevenção e controle, é preciso evitar os excessos desde cedo. Cortar o cigarro e diminuir o consumo de álcool é importante.

  • iStock

    Cuidado ao andar na rua

    Ao longo da vida, há um desgaste dos ossos e diminuição dos músculos, fazendo com que qualquer queda se torne algo perigoso. O risco de dependência e até de morte após a queda é grande. Evite tapetes, instale corrimão em casa e tome muito cuidado ao andar na rua.

  • iStock

    Atividade sexual saudável e protegida

    O número de casos de HIV entre idosos aumentou nos últimos anos. Ser sexualmente ativo é importante, mas com proteção.

  • iStock

    Faça atividades físicas

    Não precisa fazer esporte. Atividade física é movimento. Invista em exercícios em musculação ou treino de força, para manter massa magra. Quando paramos de nos mexer, nosso corpo deixa de ser saudável.

  • Getty Images

    Alimentação saudável

    Alimente-se com menos produtos industrializados e invista na tão falada comida "de verdade". Não existem superalimentos, existe uma superalimentação diversa e colorida. Tem a ver com rituais, encontros e cozinhar.

  • iStock

    Hidrate-se e durma bem

    Idosos ficam desidratados com maior facilidade e têm maior índice de distúrbios de sono. Um corpo hidratado e com sono de qualidade pode prevenir doenças. E isso vale para todas faixas etárias.

  • iStock

    Cuide da mente

    Aquiete a mente por meio de mindfulness ou meditação. Precisamos de um tempo para organizar as ideias. Segundo Marília, a possibilidade do silencio constrói uma conexão entre a mente e o corpo. E isso faz com que você perceba melhor qualquer mudança, o que ajuda a antecipar ou prevenir doenças.

  • iStock

    Seja resiliente

    O declínio funcional do corpo irá acontecer e teremos que lidar com isso. Por isso é importante saber adaptar-se a mudanças e superar obstáculos. Leia mais