menu
Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor

5 alimentos importantes para o desenvolvimento cerebral da criança

iStock
Qualquer alimento, com um pouco de persistência e paciência, pode ser inserido no cardápio de uma criança Imagem: iStock

Vivian Ortiz

Do VivaBem, em São Paulo

10/03/2018 04h10

A nutrição tem um grande impacto sobre o neurodesenvolvimento infantil nas quatro áreas-chave do cérebro: motora, comunicação, cognitivo e social. Portanto, para a criança crescer saudável, a alimentação saudável deve ser uma preocupação dos pais desde os primeiros anos de vida, já que o crescimento cerebral ocorre do nascimento até os dois anos de idade. Aos cinco anos, 85% do cérebro já estará desenvolvido.

O VivaBem conversou com Marcelo Silber, pediatra e neonatologista pela USP (Universidade de São Paulo), além de pediatra do Hospital Israelita Albert Einstein (SP); Ariane Bomgosto, nutricionista comportamental, especialista em nutrição infantil e obesidade infantil e Giovanna Oliveira, nutricionista de São Paulo (SP), que listaram cinco alimentos essenciais para o desenvolvimento infantil.

  • iStock

    Leite materno

    O bebê deve ser alimentado preferencialmente assim até, pelo menos, os seis meses. O líquido contém substâncias bioativas, tais como ácidos graxos poli-insaturados de cadeia longa (AGPICL) que são essenciais para o desenvolvimento cerebral. E dois derivados desses ácidos, conhecidos como ácido araquidônico (AA) e ácido docosahexaenoico (DHA), desempenham papel essencial na manutenção, crescimento e desenvolvimento do cérebro.

  • iStock

    Ovo

    A SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) aconselha que seja introduzido no cardápio da criança a partir dos seis meses, visando a redução no risco de alergias. É fonte de colina, molécula essencial para o funcionamento de todas as nossas células. Ela é precursora da acetilcolina, um neurotransmissor importante e principal mediador do sistema nervoso parassimpático. A colina ainda participa do desenvolvimento da memória e da concentração.

  • Getty Images

    Peixes

    Importante no desenvolvimento neurocognitivo, o DHA --principal componente lipídico do sistema nervoso central-- é responsável por fornecer energia e atuar no desenvolvimento das membranas cerebrais, além de ajudar na formação dos cones e bastonetes da retina, células que fazem a integração do impulso visual. Também é válido a partir dos seis meses para diminuir o risco de alergia. Vá naqueles com sabor suave e pouca, ou nenhum espinha, como salmão, merluza e tilápia. Antes de oferecer, cozinhe e desfie bem.

  • iStock

    Brócolis

    O vegetal é uma excelente fonte de vitamina K, ótimo para fortalecer a capacidade cognitiva, melhorando a habilidade de raciocínio e aprendizagem da criança. Também possui um papel importante na manutenção da função cerebral, ajudando a manter a memória afiada. Aposte no lado lúdico, de que lembra uma árvore, na hora de oferecer para a criança que recusa o alimento.

  • iStock

    Folhas verdes-escuras

    Além de serem ricas em vitamina K e antioxidantes, possuem uma substância chamada luteína, que tem um importante papel na preservação da capacidade cognitiva, sendo capaz de proteger os neurônios, retardando seu comprometimento natural --o que resulta em funções cerebrais melhores.