menu
Topo

VivaBem

Bulimia: doença que afetou Lady Di pode causar até perda dos dentes

Damir Sagolj/REUTERS
Imagem: Damir Sagolj/REUTERS

Thiago Varella

Colaboração para o UOL

24/08/2017 11h31

O príncipe William falou em um documentário para um canal de TV inglês sobre a bulimia de sua mãe, a princesa Diana. Foi a primeira vez que o herdeiro do trono do Reino Unido tocou no tema. Em uma conversa com o âncora Mark Austin e sua filha Maddie, que está lutando contra a anorexia, o príncipe comentou: "Nós precisamos normalizar esta conversa sobre saúde mental. O fato de que você está falando sobre isso é incrivelmente corajoso".

Quando o jornalista perguntou a William se tinha orgulho da mãe por ter falado sobre seus próprios problemas, o príncipe garantiu: "Sem dúvidas. Estas são doenças. E a saúde mental precisa ser levada tão a sério quanto a saúde física".

Para entender melhor este transtorno alimentar, o UOL reuniu alguns fatos sobre a doença.

Fontes: Gabriela Malzyner, membro da Ceppan (Clínica de Estudos e Pesquisas em Psicanálise da Anorexia e Bulimia) e psicóloga do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi, e Luciana Kotaka, psicóloga e especialista em Obesidade e Transtornos Alimentares pela PUC-PR

  • O que é a bulimia?

    A bulimia é um transtorno alimentar que vem acompanhado de um comer compulsivo e uma purgação, ou seja, um desejo de tirar do organismo todo alimento que foi consumido. Ela vem associada sempre por muito descontrole. O bulímico tem um comportamento similar ao de um usuário de drogas ou álcool. No entanto, o doente sempre sofre de uma angústia e um sentimento de culpa enorme.

  • Quais as consequências físicas?

    Por conta da indução do vômito, o bulímico pode sofrer problemas nos dentes, como corrosão no esmalte, mudanças na mordida, redução de tamanho e até a perda deles, em casos mais extremos. Além disso, a falta de vitaminas e minerais, decorrente da deficiente nutricional da alimentação, pode acarretar problemas cardíacos e um desequilíbrio eletrolítico, podendo levar a um infarto, por exemplo.

  • E as psicológicas?

    O bulímico acaba se isolando socialmente por conta da doença. O alimento se torna um problema enorme e qualquer situação em que a comida possa estar presente vira motivo de ansiedade e angústia. Uma simples ida ao cinema, por exemplo, por causa da pipoca, pode virar uma questão. Quem sofre do problema perde a noção de saciedade, por isso o doente pode comer compulsivamente sacos e mais sacos de pipoca em uma única visita ao cinema. Isso faz com que o bulímico decida se isolar em casa, longe dos amigos e familiares.

  • O que causa?

    Não se sabe ao certo o que causa a bulimia. Estudos mostram que os transtornos alimentares em geral se iniciam com uma dieta. As dietas restritivas podem iniciar um transtorno, podendo desencadear uma bulimia ou anorexia. Muitos nutricionistas falam que a privação acaba se tornando uma compulsão. Além disso, boa parte dos pacientes são pessoas contidas, que custam a colocar para fora seus sentimentos e angústias. Isso gera uma ansiedade que dispara a compulsão por comer.

  • E no caso da princesa Diana?

    Bem, é sempre difícil falar de um caso que somente obtemos informação pela imprensa. Mesmo assim, é sabido que a princesa Diana sofria a pressão de ser da monarquia, da realeza. Isso gerou uma angústia mental. Ela não estava em um lugar onde era totalmente aceita e tinha de seguir normas muitas vezes a contragosto. Além disso, Diana sofria a pressão de ser um modelo de beleza. Não é possível saber o quanto isso pode ter contribuído para o quadro de bulimia.

  • Qual é o tratamento?

    Ele é sempre multidisciplinar. É necessário contar com a ajuda do tripé psicólogo, nutricionista especializado em transtorno alimentar e psiquiatra.

Mais VivaBem