Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Aeróbico é melhor que musculação para emagrecer? Veja 15 mitos e verdades

iStock
Imagem: iStock

Thamires Andrade

Do VivaBem, em São Paulo

2017-12-14T04:00:00

14/12/2017 04h00

Musculação: ame ou odeie. Enquanto a modalidade é defendida por seus fãs, há também aqueles que acham o treino pouco eficaz para emagrecer e trazer benefícios cardiovasculares. Para tentar desvendar algumas das dúvidas que cercam a atividade, o VivaBem conversou com Bruno Mantovani, professor da academia Bio Ritmo, e Jackson Couto, coordenador técnico da academia Bodytech, ambas de São Paulo. Abaixo, descubra o que é mito e verdade de acordo com os especialistas:

  • Musculação faz você ficar grande

    Não necessariamente. Por meio da musculação conseguimos fazer a hipertrofia, que são microlesões no músculo que faz com que ele aumente de volume. No entanto, não é só porque você treina musculação que vai conseguir esse feito. A alimentação aliada ao treino adequado é o que vai garantir com que você fique grande --se esse for seu objetivo, claro.

  • Aeróbico é melhor que musculação para emagrecer

    Mito. A musculação, assim como o exercício aeróbico, é capaz de acelerar o metabolismo. Dependendo do treino, você queima mais gordura e aumenta a taxa de metabolismo basal, que é o gasto calórico que o nosso corpo tem para manter todos nossos órgãos funcionando. Por isso, é importante conversar com um profissional de Educação Física para alinhar seus objetivos.

  • Musculação não traz benefícios para a saúde cardiovascular

    Mito. A musculação também trabalha a capacidade cardiorrespiratória, já que os treinos de força aumentam a frequência cardíaca e melhoram a vascularização.

  • Mulher não foi feita para pegar cargas pesadas

    Mito. As mulheres tendem a ter mais força nos membros inferiores por conta de um maior acúmulo de massa magra na região. No entanto, as mulheres também podem pegar pesado. É tudo uma questão de treino.

  • Muitas repetições ajudam a emagrecer e poucas ajudam a ganhar músculos

    Mito. Vários estudos sobre fisiologia do exercício comprovaram que é possível ter um resultado de hipertrofia com repetições elevadas, assim como é possível emagrecer com repetições curtas. O que realmente importa, seja para emagrecer ou ganhar músculos, é o volume de carga e a intensidade do treino. Fora que a alimentação é um outro fator extremamente importante nessa equação.

  • Precisa treinar mais de uma hora para ter hipertrofia

    Mito. Se o objetivo é aumentar massa magra, então, o foco deve ser na carga usada nos exercícios, além de a intensidade do treino. Prova disso são os bodybuilders, que treinam em nível profissional. Eles ficam, em média, 45 minutos na academia e conseguem, sim, obter ótimos resultados de hipertrofia.

  • Quanto maior a dor pós treino, melhor o resultado

    Mito. O normal depois de um treino de hipertrofia é sentir uma dor leve, já que você provocou uma microlesão na musculatura e ela está se recuperando. No entanto, não é porque você tencionou demais o músculo que ele terá uma definição maior. A ideia não é treinar para ficar dolorido. Se isso acontece, você pode estar executando o exercício errado, o que não é interessante, nem saudável.

  • Musculação favorece o surgimento de estrias

    Parcialmente verdade. Isso só acontece se você aumenta muito a massa muscular em pouco tempo. Como o nosso corpo não está preparado para esse volume maior, ele precisa esticar a pele e daí vem a estria. Mas isso não é natural, já que o processo de aumento da musculatura não é tão rápido assim. Ter estrias é bem comum entre quem toma anabolizantes, pois o músculo cresce além do fisiológico, gerando as estrias.

  • Se você para a musculação, "cai tudo"

    Parcialmente verdade. Não é que "cai", mas o músculo perde seu tônus. Para ficar com a musculatura em dia, é preciso manter a rotina de treinos. Por exemplo: se você treina por um ano e fica parado por três meses, sua massa magra diminuíra, e, apesar de não ficar com flacidez, o que acontecerá é uma perda do tônus e rigidez do músculo.

  • Musculação transforma gordura em músculo

    Mito. Fisiologicamente, não é possível transformar gordura em músculo ou vice-versa por eles serem tecidos diferentes. Ao emagrecer, a célula de gordura diminui de tamanho, mas não há uma redução de quantidade. Então, o que acontece, de fato, é uma diminuição do tecido adiposo e a musculação contribui para aumentar a massa muscular.

  • Alongamento antes do treino de musculação é prejudicial à hipertrofia

    Mito. Fazer um relaxamento básico para acordar os músculos antes do treino não é prejudicial. O problema é fazer um treino de flexibilidade, como aquelas aulas de uma hora de alongamento, antes da musculação. O treino de força trabalha com o encurtamento das fibras, enquanto a aula de flexibilidade trabalha o alongamento dessas fibras. Por serem exercícios competitivos, não é interessante fazer um treino desses antes da musculação.

  • Alongamento depois do treino aumenta as chances de lesões

    Mito. Assim como no alongamento antes do treino, o problema é querer fazer uma aula de relaxamento depois da musculação. Na musculação, ocorre as microlesões no músculo e no alongamento também, por isso, o risco de lesões. No entanto, um alongamento curto não causará problemas.

  • Crianças e adolescente não devem fazer musculação

    Parcialmente verdade. Como o treino de musculação consiste em um trabalho com sobrecarga, independente do peso usado, não é recomendável treinar antes dos 15 anos. Tudo porque as crianças e adolescentes estão em fase de evolução hormonal e uma sobrecarga excessiva pode prejudicar o crescimento. Crianças e adolescentes devem treinar força, agilidade e potência com esportes.

  • Idosos não devem treinar musculação

    Mito. Com a idade, os idosos sofrem com a sarcopenia [perda de massa muscular], por isso, é importante fazer a musculação para manter a massa magra. Os treinos de musculação também ajudam a manter o equilíbrio e a mobilidade. No entanto, esses alunos precisam de sobrecargas controladas e acompanhamento supervisionado durante as atividades.

  • Grávidas não podem fazer musculação

    Parcialmente verdade. Na verdade, tudo vai depender do histórico da grávida. Se ela tiver uma gravidez saudável e já for adepta dos treinos de musculação, o médico, provavelmente, irá liberar a prática da atividade. No entanto, o acompanhamento de um profissional é fundamental, pois algumas posições são contraindicadas para as gestantes.