Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor

8 hábitos simples para você incluir na rotina e ter mais saúde

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do VivaBem, em São Paulo

08/01/2018 20h10

Está buscando mais qualidade de vida? O "Business Insider" reuniu oito hábitos que a ciência garante que ajudam a trazer mais saúde. 

  • Dose o consumo de cafeína

    A recomendação da The Mayo Clinic, instituição que é referência mundial em pesquisas e práticas clínicas, é limitar a 400 mg por dia o consumo de cafeína. Esse valor seria o equivalente a duas ou três xícaras de café. O consumo excessivo da substância pode gerar dor de cabeça, irritabilidade e desconfortos estomacais. Sem contar que, se ingerida em grande quantidade na parte da tarde, pode atrapalhar seu sono.

  • Não se torture com os germes

    Se você vai ou volta do trabalho de transporte público, não precisa ficar preocupado com as bactérias e abusar do álcool gel. Em 2015, uma equipe de geneticistas documentou todos os germes do metrô de Nova York. Apesar da quantidade encontrada ter sido grande, a maioria dos micro-organismos eram inofensivos. Além disso, há estudos que sugerem que a exposição regular aos germes ajuda a manter o sistema imunológico saudável. A ideia pode explicar parcialmente por que as crianças que crescem em torno de animais e em áreas rurais são menos propensas a desenvolver asma do que crianças que não têm esse convívio.

  • Troque a bebida da happy hour pela comida

    As bebidas alcoólicas são a droga mais consumida no mundo e, mesmo em poucas quantidades, têm efeitos negativos para a saúde. Estudo recente publicado na revista Nature identificou que as bebidas trazem danos permanentes ao DNA das células- tronco, o que aumenta o risco de desenvolver tumores. Então, na próxima happy hour, maneire nas bebidas e aproveite as comidas --de preferência saudáveis, né? Leia mais

  • Leve a comida que sobrar para casa

    De acordo com dados do American Journal of Public Health, do Journal of Nutrition e do Journal of the American Medical Association, as porções dos restaurantes nos Estados Unidos aumentaram 138% de tamanho desde 1970. Portanto, quando for fazer uma refeição fora de casa e o prato vier muito grande, em vez de se forçar a comer mais do que o necessário, leve o que sobrar para casa.

  • Dê um descanso para seus olhos

    Você mal desliga o computador e já está mexendo no celular? Essa atitude pode levar à fadiga ocular digital, que é quando seus olhos ficam frequentemente secos, embaçados e irritados, tudo por conta do excesso de uso de aparelhos eletrônicos. Para evitar isso, a Academia Americana de Oftalmologia recomenda verificar se você está piscando suficientemente e seguir a regra 20-20-20. Funciona assim: a cada 20 minutos, olhe para algo distante por 20 segundos, para descansar os olhos.

  • Mantenha-se hidratado

    Nosso corpo, em média, é composto por 60% a 70% de água, e ela participa de todos os processos fisiológicos do organismo. Quando você não está bem hidratado, pode ter dores de cabeça e fadiga. Além de tomar o líquido, vale consumir alimentos que são ricos em água, como pepino e melão. Lembre-se que a sede é o melhor indicador de que você precisa ingerir líquidos. Leia mais

  • Troque sempre os lençóis da cama

    Em entrevista ao "Business Insider", o microbiologista da Universidade de Nova York, nos EUA, Philip Tierno, afirmou que basta uma semana para nossa cama virar um "parque" de bactérias e fungos. A combinação de suor, caspa, restos de pele e pó pode deixar você doente ou com alergias --e é nojento dormir sobre ela, né? Então, a dica é lavar os lençóis pelo menos uma vez a cada sete dias.

  • Desligue o celular pelo menos 30 minutos antes de dormir

    A luz azul emitida pela tela de celulares, computadores e televisores reduz a produção de melatonina, hormônio necessário para que o organismo entenda que está na hora de dormir. Portanto, evite usar esses aparelhos eletrônicos pelo menos 30 minutos antes de ir para a cama. Leia mais

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Adriana Vilarinho
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
Cintia Cercato
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Blog da Lúcia Helena
do UOL
VivaBem
do UOL
do UOL
do UOL
Estilo
Blog do Maurício de Souza Lima
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Lúcia Helena
do UOL

do UOL

Saiba quais cuidados você deve ter ao usar lentes de contato no verão

Sol, areia, mar, piscina, esportes ao ar livre. O verão é uma época cheia de diversões que ninguém quer perder de vista. No entanto, quem usa lentes de contato precisa tomar alguns cuidados para não sofrer com problemas que podem prejudicar a saúde dos olhos. Veja quando você deve redobrar a atenção ou até mesmo optar pelos óculos.    Em viagens de avião Não é errado usar lentes de contato quando você vai viajar de avião. Porém, é melhor retirá-las, principalmente em voos noturnos ou com mais de quatro horas de duração. Por causa do ar-condicionado da cabine, os olhos tendem a ficar ressacados e as lentes podem provocar desconforto, irritação, coceira e até dor. Antes de viajar, procure o seu oftalmologista para que ele indique um colírio lubrificante.   Veja também: Evite os erros mais comuns ao usar lentes de contato Mulher descobre que tinha 27 lentes de contato em um olho Câncer de pele que não tem nada a ver com o sol é comum no Brasil   Na hora de mergulhar Se não quiser tirar a lente para entrar na piscina ou no mar, use óculos de natação. Na água existem muitas bactérias que podem ficar na lente, aumentando o risco de uma infecção bacteriana, que pode causar úlceras de córnea, por exemplo. Além disso, o cloro utilizado nas piscinas também pode entrar em contato com as lentes e gerar algum tipo de irritação.    Ao praticar esportes  $escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2018/cuidados-ao-usar-lentes-de-contato-e-praticar-esportes-no-verao-1516050419643.vm')

do UOL
do UOL
Blog da Adriana Vilarinho
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cintia Cercato
do UOL
do UOL
Topo