menu

Topo

Coluna

Adriana Miranda


Adriana Miranda

O descanso foi fundamental para a melhora da minha forma física!

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Adriana Miranda

Aos 62 anos, ela é palestrante e entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Procuradora aposentada do estado de São Paulo, está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

Colunista do UOL VivaBem

2019-04-24T04:00:00

24/04/2019 04h00

Hoje, vou abordar um tema muito importante para mim: o descanso!

Quando iniciamos um programa de treinamento, seja ele musculação, seja qualquer outra modalidade, grande parte das pessoas acredita que quanto mais exercícios forem realizados, melhor. E mais: que se treinarem uma hora será bom, mas se treinarem o dobro ou o triplo, os resultados serão ainda melhores.

E foi nisso que eu acreditei durante muitos anos. Treinava muito, durante horas, todos os dias da semana, sem descansar! Fazia musculação, e em seguida muito tempo de exercício aeróbico, até me sentir exausta. Mas, comecei a perceber que não estava tendo bons resultados, ao contrário, estava perdendo massa muscular. Além, de me sentir extremamente cansada. Aí, resolvi mudar!

Comecei a fazer treinos intensos, mas não tão longos. Passei a respeitar o descanso entre os treinos, fazendo intervalos entre os grupos musculares, e descansando aos finais de semana. Diminui o tempo dos exercícios aeróbicos, e passei a fazê-los dia sim, dia não.

Senti muita diferença, não só no ganho e definição muscular, como também na minha disposição e energia. Meu corpo melhorou muito. O que nem todo mundo sabe é que o nosso organismo precisa de certo tempo para se recuperar, e é no descanso que acontece o processo de hipertrofia. Ou seja, durante o treinamento, temos microlesões nos músculos, e como o corpo é inteligente, ele repara e reconstrói fibras mais fortes, para suportar a exigência da atividade física.

O descanso dos grupos musculares pode variar dependendo do objetivo e da intensidade do treino, mas geralmente é de 48 a 72 horas --podendo chegar até uma semana, dependendo de quanto as fibras foram rompidas (como no caso de atletas profissionais pós-competição).

Na musculação, a falta de descanso pode gerar dificuldade de aumentar a massa muscular. Quando treinamos o mesmo grupo muscular, sem que ele esteja totalmente recuperado podemos gerar um grande estresse, favorecendo o catabolismo ou até lesões.

Portanto, se você quer resultados, acredite, existem três fatores essenciais: treino, alimentação e descanso. Se qualquer um destes não estiver sendo seguido de forma adequada, provavelmente os resultados não serão satisfatórios! E, é bom lembrar que, é sempre importante buscar a ajuda de um profissional especializado.

*Adriana Miranda (@adrianammiranda) é palestrante e, aos 62 anos, é entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL