menu

Topo

Coluna

Adriana Miranda


Adriana Miranda

Dá para manter o foco na dieta nas festas de final de ano? Veja dicas

Adriana Miranda

Aos 62 anos, ela é palestrante e entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Procuradora aposentada do estado de São Paulo, está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

Colunista do UOL

2018-12-19T04:00:00

19/12/2018 04h00

O fim do ano chegou, e com ele todas as comemorações que envolvem aqueles comes e bebes que a gente adora. A maioria das pessoas reserva o período das festas para a chegada de alguns quilinhos mas, se você se cuidou o ano todo e já tem um estilo de vida mais saudável, não vai querer colocar tudo a perder, e nem precisa!

É perfeitamente possível deixar as ceias de Natal e Ano Novo mais leves, sem abrir mão da fartura característica dessa época do ano! Por isso, vamos procurar manter a alimentação equilibrada, para aproveitar mais ainda as tradicionais festas de confraternização com colegas, parentes e amigos. Eu explico como!

A maioria das ceias é composta por diversos pratos, e a nossa tendência é querer provar tudo. É assim que cometemos excessos! Por isso, a primeira dica que dou é: organize seu prato, ou seja, escolha apenas uma opção de carboidrato, outra de proteína e complete com salada, legumes e verduras.

Caso você esteja participando da elaboração da ceia, que tal trocar o tender pelo peru? Ele é bem menos calórico, tem baixo teor de gorduras e também é supersaboroso!

Já a farofa, alimento quase que obrigatório nessa época do ano, pode ser feita de uma maneira mais saudável e rica em nutrientes, com castanhas e sementes. Basta misturar as castanhas de sua preferência com sementes de girassol e abóbora. Você pode quebrá-las, de maneira bem rústica mesmo, e colocar no forno para dar uma torradinha e ficar crocante. Se você gosta de frutas secas, pode acrescentá-las também. Fazendo isso, sua farofa será livre de carboidratos e uma fonte de gordura saudável, o que te deixará saciado mais rápido.

Dessa forma, você consegue comer os pratos típicos sem exagerar, até mesmo porque essas datas sempre acompanham bebidas alcoólicas, como vinho e champanhe, para não falar nas sobremesas! O vinho pode ser um bom acompanhamento, mas sem exageros. O ideal é consumir entre uma e duas taças junto com a refeição.

Aperitivos e sobremesa

Ah! Cuidado com os aperitivos. Eles podem ser um perigo, pois vamos comendo sem perceber e nunca temos ideia do quanto já ingerimos. Como normalmente o jantar é servido mais tarde, a dica é fazer um lanchinho saudável antes de sair de casa. Isso ajuda a controlar sua fome e te impede de sair atacando tudo o que ver pela frente.

Montar aperitivos mais lights também pode ser uma ótima alternativa. O edamame, por exemplo, tem um bom teor de fibras e proteínas e poucos carboidratos. Os tradicionais palitinhos de cenoura e pepino também quebram um bom galho! Pastinhas, como guacamole e homus são interessantes - só não vale comer muito pão para acompanhá-las.

Outra opção interessante pode ser servir salada como aperitivo ou entrada. Nesse caso, você pode até mudar a apresentação, deixando-a ainda mais charmosa. Isso ajudará a te dar mais saciedade.

As sobremesas podem ficar por conta das muitas opções de frutas secas ou frescas típicas da época, como lichia, fruta-do-conde, ameixa, cereja, romã e uvas. Mas, se a tentação for muito grande, um pedaço pequeno de doce não vai fazer mal!

Um dos meus objetivos com essa coluna é mostrar para vocês, meus leitores, que é possível chegar à melhor idade com qualidade de vida. Por outro lado, nós, mulheres, por mais cuidadosas que sejamos com o nosso corpo, sabemos que, com a chegada da menopausa, tudo muda!

Então, o cuidado com a saúde precisa ser dobrado. Nada de descuidar dos exercícios físicos neste fim de ano! Procure fazê-los normalmente: isso vai aumentar o seu gasto calórico, ajudando a compensar as calorias que serão ingeridas a mais.

Por fim, aproveito ainda para desejar ótimas festas a todos! Até 2019!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL