menu
Topo

Coluna

Adriana Miranda

"Não conseguia ter barriga sarada por causa da intolerância à lactose"

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Adriana Miranda

Aos 62 anos, ela é palestrante e entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Procuradora aposentada do estado de São Paulo, está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

Colunista do UOL VivaBem

26/09/2018 04h00

Muita gente sonha em conquistar um abdômen sarado. Contudo, às vezes essa missão pode ser um pouco difícil de realizar, principalmente, se existir algum problema fisiológico. Era o que acontecia comigo. 

Eu fazia muita atividade física, musculação, exercício aeróbico e tinha uma alimentação regrada, mas, mesmo assim, minha barriga estava sempre estufada. Não era gordura, mas o abdômen parecia distendido.

Resolvi investigar mais a fundo. Após algumas consultas com meu médico gastroenterologista e muitos exames, descobri que tenho intolerância à lactose. Depois de pesquisar bastante sobre a questão, fiquei surpresa ao verificar que muito adultos no Brasil têm algum grau de intolerância à lactose. Parece que o problema é mais raro na infância, mas vai aumentando com a idade. E (bingo!) era por isso que eu não conseguia atingir minha meta de ter um abdômen definido.

VEJA TAMBÉM:

A intolerância à lactose ocorre devido a uma deficiência na síntese de uma enzima, a lactase, que é produzida no intestino e responsável pela digestão do açúcar do leite. Os sintomas podem ser variados, como cólicas, diarreia, distensão abdominal, flatulência e até enjoo. A solução óbvia não comer leite e derivados, como iogurtes e alguns queijos. Ou então consumir a enzima lactase, que pode ser encontrada em farmácias, em comprimidos ou sachês, toda vez que ingerir esses produtos.

 

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Desde que descobri esse problema, cortei totalmente da minha rotina os laticínios e derivados. Achei a solução para ter um abdômen definido --além, é claro, de ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios físicos regularmente.

Substituí o leite de vaca por bebidas vegetais, que são uma delícia, como leite de arroz, aveia, coco, castanhas ou amêndoas. Vario bastante e adoro. Também gosto muito de iogurtes, então os substituí por aqueles sem lactose, que também são muito gostosos. Com relação ao queijo, costumo comer bastante o tipo cottage, também sem lactose, que é saboroso, tem uma textura deliciosa e é superlight.

Quando, eventualmente, como algum alimento com lactose, tenho sempre à mão meus comprimidos de lactase, que devem ser tomados imediatamente. Assim, em situações especiais, como em festas, por exemplo, não preciso me privar de comer algum doce, que, por sinal, adoro.

Hoje, consigo ter um abdômen legal, graças à combinação de uma alimentação balanceada e saudável, a prática de exercícios físicos, não só abdominais, mas musculação para o corpo todo e também aeróbicos e, por fim, ao controle da intolerância. E, é claro, sem esquecer do mais importante: muita disciplina!

Acompanhe minha rotina de treino e alimentação em meu Instagram: @adrianammiranda

UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube