Topo

O poder dos alimentos

Seu prato torna sua vida mais saudável

Para evitar gases, coma berinjela, kefir e maneire nos carboidratos

Poder dos Alimentos - gases
Imagem: Gabriela Sánchez/VivaBem

Vivian Ortiz

Do VivaBem, em São Paulo

13/07/2018 04h04

Durante a digestão, as bactérias do intestino fermentam os alimentos e são liberados gases. É um processo natural do nosso organismo. Mas, como algumas comidas fermentam mais do que outras, prestar atenção no que vai no seu prato pode minimizar certos inconvenientes.

A seguir, com ajuda de Fernando Bahdur Chueire, médico nutrólogo e diretor da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN); Rosângela Augusto, pós-doutora em Nutrição pela USP e nutricionista do Cejam (Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim); da nutricionista clínica Djulye  Marquato; e do gastroenterologista Ricardo Naegele Staffa, do Hospital Villa Lobos (SP); mostramos como deve ser cardápio para evitar muitos momentos de flatulência. 

Coloque no cardápio

iStock
Imagem: iStock

Kefir
É um alimento probiótico. Ou seja, traz consigo micro-organismos que irão aumentar o número de bactérias "boas" no intestino, melhorando a absorção de nutrientes. Iogurtes específicos, kombuchá, filmjolk (tradicional iogurte sueco) também são probióticos.

istock
Imagem: istock

Berinjela
O vegetal tem baixo teor de carboidratos fermentáveis, o que naturalmente auxilia o organismo a produzir menos gases. Outros itens com efeito parecido são chuchu, tomate, cenoura e abobrinha.

iStock
Imagem: iStock

Kiwi
Além do reduzido teor de fibras, a fruta possui baixo teor de carboidratos fermentáveis. De quebra, você ainda ganha uma alta carga de antioxidantes, substâncias que combatem o envelhecimento precoce das células, fenômeno associado a problemas que vão de doenças cardiovasculares até câncer.

iStock
Imagem: iStock

Abacaxi
É interessante consumir a fruta após as refeições principais, pois ela contém uma enzima chamada bromelina, que ajuda na digestão das proteínas das carnes. Outra fruta com efeito similar é o mamão, cuja enzima papaína também tem uma boa função no processo digestivo.

Leia também:

Maneire na dose

Feijão
Leguminosas possuem um tipo de carboidrato (rafinose) que tende a aumentar a formação de gases. No entanto, algumas alterações na forma de preparo podem minimizar o problema. Deixe os grãos de molho ao menos 12 horas, em uma mistura de água com 1 colher (sopa) de vinagre. Depois, lave bem e cozinhe. Isso reduz a quantidade do componente fermentável que provoca os gases. Outra opção é consumir o feijão azuki (japonês), que não possui a rafinose.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Brócolis
É um dos campeões na formação de gases. Para diminuir o problema, a dica é cortar e deixar o vegetal de molho em água em torno de seis horas, para reduzir os componentes que aumentam a fermentação. A técnica pode ser usada também com couve-flor e repolho, outros vegetais com efeito "gasoso".

Getty Images
Imagem: Getty Images

Batata-doce
A queridinha de quem malha leva injustamente a fama de causar excesso de flatulência. Sim, ela é fonte de carboidrato, que provoca fermentação. Mas o mesmo ocorre com qualquer batata. O problema dos gases geralmente só acontece com quem consome muito o alimento --como os fisiculturistas, que chegam a comer o vegetal, seis ou sete vezes por dia. 

Tire do cardápio

Getty Images
Imagem: Getty Images

Leite
Isso depende da sensibilidade do organismo de cada um, mas o leite de vaca costuma causar problemas em pessoas que apresentam intolerância a lactose (um tipo de carboidrato presente na bebida). Se este for o seu caso, derivados do leite, como queijos, manteigas e coalhadas também podem causar o problema. Assim, o melhor é optar por produtos sem lactose, ou mesmo evitar a versão natural.

Alimentos processados e ultraprocessados
São ricos em açúcares, farinhas e vários aditivos químicos, além de gorduras hidrogenadas em alguns casos. Esse combo pode produzir uma inflamação no organismo e promover a fixação de bactérias ruins no intestino, fazendo com que ele tenha uma pior resposta aos alimentos, mesmo quando são in natura.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Refrigerante
De forma geral, abusar de bebidas gaseificadas --inclusive água e cerveja -- aumenta a quantidade de gás carbônico no estômago, que também pode passar para o intestino, causando todos os tipos de gases.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook | Instagram | YouTube